Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação

BOM DIA ÁGUAS DE LINDÓIA, 22 de maio de 2019

Águas de Lindóia
Ter
21/05
26 °C
11 °C
Índice UV
6.0
Quar
22/05
26 °C
9 °C
Índice UV
6.0
Quin
23/05
26 °C
10 °C
Índice UV
6.0
Sext
24/05
20 °C
8 °C
Índice UV
6.0
Notícia

Saúde - Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2019



Prefeitura reduz fila de espera por consultas em 80% em dois anos


Prefeitura reduz fila de espera por consultas em 80% em dois anos

Um balanço da Secretaria de Saúde mostrou uma queda de 80% na fila de espera por consultas em especialidades médicas e de 78% para exames em Águas de Lindoia desde janeiro de 2017. Os números são resultado do investimento da secretaria para agilizar o atendimento de quem aguardava na fila do sistema de saúde do município.

Dentro do campo das consultas com especialistas médicos havia 2.641 pessoas aguardando atendimento em janeiro de 2017. Com a reorganização do sistema de saúde e a ampliação dos serviços para mais unidades de atendimento, como o AME de Amparo, hoje pouco mais de 500 pessoas aguardam encaminhamento. Três especialidades já estão sem fila de espera: médico vascular, gastroenterologia e pequenas cirurgias. A maior demanda do município continua sendo oftalmologia, onde o número caiu de 999 consultas em 2017 para 455 – queda de mais de 50% na fila.

Já no caso dos exames, 3.147 pedidos aguardavam na fila no primeiro dia de 2017. Agora, restam 670. Não há mais filas para exames de raios-x (havia 463 pedidos pendentes em 2017), exames de nasofisioscopia e de audiometria. Houve quedas significativas na lista de espera por Ultrassonografia (de 1650 para 559), Endoscopia (de 195 para 10) e de Ecocardiograma (de 590 para 64).

“Diante da grande fila de espera priorizamos o aumento no número de consultas e exames para solucionar esta questão. Hoje, o maior problema não é nem o número de consultas e exames, mas sim as faltas injustificadas. Um em cada cinco pacientes não aparece nos dias marcados para consultas e exames”, afirma o diretor de saúde responsável pelo levantamento, Wander de Mira.

Para se ter uma ideia, nos exames de ecocardiograma houve 38 faltas só no ano passado. Isso equivale a mais da metade do número de exames que ainda aguardam na fila. “Se a desistência ou impossibilidade de comparecer ao exame fosse informada, a secretaria chamaria o próximo da fila e reagendaria o exame para aquele paciente que não poder vir. Como a maioria não avisa, o serviço acaba não sendo prestado”, argumenta o especialista.

Só no Conisca foram registrados mais de 1,1 mil faltas a consultas em 2018, quase a metade do total de exames que ainda precisam ser realizados. No caso dos procedimentos agendados no AME, a secretaria de saúde registrou 762 faltas. “Seriam mais 762 pacientes que poderiam ter sido atendidos caso aqueles que tivessem agendados ligassem para avisar que não poderiam ir”, completou a secretária.

Como não informam com antecedência, os pacientes que faltam a consultas e exames agendados acabam por serem prejudicados. Isso por que com a ausência é necessário recomeçar o pedido junto aos centros médicos onde os procedimentos são realizados e o usuário acaba indo para o fim da fila.

 

Exames prontos

 

Outro problema identificado neste tipo de procedimento é que os pacientes realizam os exames, mas não retornam para retirar o resultado e não voltam para os retornos. “Quando o paciente está com dor ou passando mal, ele passa em consulta e faz o exame, mas depois acaba se sentindo melhor e não volta para saber do resultado e também não faz o retorno ao médico”, explicou a secretária.

Nestes casos, os exames vão para a unidade de saúde do município em que o paciente passou por consulta ou para a Secretaria de Saúde. O paciente é informado do prazo para a chegada e retirada do resultado do exame. Após 30 dias, caso não apareça, o exame é encaminhado para ser anexado ao prontuário do paciente na unidade de origem.

 

Medidas

 

A secretaria de saúde está tomando providências para reduzir as faltas. Uma campanha nas unidades e nas redes sociais está alertando as pessoas sobre a importância de informar sobre a falta com antecedência. “No momento em que o paciente informa que não poderá ir ao exame é feito um novo agendamento e o próximo da fila de espera é chamado. Ninguém fica sem atendimento e agilizamos a situação de quem está aguardando”, explica a secretária de saúde, que acrescenta: “O paciente que não reagenda acaba com o seu pedido por consulta ou exames sendo refeito junto aos hospitais e ambulatórios da região, o que leva esta pessoa para o fim da fila de espera, atrasando o seu diagnóstico”.

Para mais informações, dúvidas ou esclarecimentos os pacientes e usuários do sistema de saúde podem procurar a Secretaria (Rua Colômbia, 111 – Centro) ou ligar para o telefone 3824 1409.


FacebookTwitterWhatsApp

voltar para a listagem de notícias...

Telefones Públicos
TELEFONES PÚBLICOS
PREFEITURA MUNICIPAL
  • (19) 3924-9300
DIRETORIA DE TURISMO
  • (19) 3924-9300
BÁLNEARIO MUNICIPAL
  • (19) 3924-9222

Ver todos os telefones

Águas de Lindóia

Rua Profª Carolina Froes, nº 321, Centro
Águas de Lindóia / SP - CEP 13940-000

Fone: (19) 3924-9300

Website Desenvolvido porKing Page - Fábrica de Software
ESCOLHA DOS NOVOS CONSELHEIROS TUTELARES:

Confira os editais publicados aqui:

 

http://bit.ly/2DiqhnH