Saae Ambiental alerta lindoienses sobre economia de água durante estiagem

SAAE Ambiental - Quinta-feira, 03 de Agosto de 2017


Saae Ambiental alerta lindoienses sobre economia de água durante estiagem

Autarquia reforça dicas sobre consumo responsável para ajudar a manter nível dos reservatórios. Chuvas acumulada para os meses de junho/julho é a menor desde 2003

Preocupada com o período de estiagem, o Saae Ambiental de Águas de Lindoia está distribuindo panfletos em todas as casas do município para reforçar dicas sobre consumo responsável e economia de água aos consumidores. A ação da autarquia visa chamar a atenção da população para a situação, já que o município atravessa a estiagem mais severa para os meses de junho e julho em 14 anos. Não chove na cidade desde o dia 15 de junho, quando a precipitação foi de apenas 7mm.

A média histórica para estes dois meses é de 37mm e 41mm de chuvas, respectivamente. Embora neste ano os 35mm acumulados de chuva que foram registrados pelo Saae em junho tenham se aproximado da série histórica, em julho a situação não se repetiu. Para se ter uma ideia, no ano passado a chuva acumulada nestes dois meses chegou a 156mm.

A autarquia municipal monitora o nível dos reservatórios da cidade. Embora o reservatório do Cavalinho Branco tenha chegado a 37% de sua capacidade total, a represa do Kalil está em situação normal, com nível em 80% da capacidade. Outras ações estão sendo planejadas pelo Saae para os próximos dias.

“Precisamos reforçar o alerta aos consumidores para que economizem água. O volume de chuvas foi mínimo durante o inverno e continuamos monitorando a situação tanto no Cavalinho Branco como também na represa do Kalil. Mas é importante que este reforço aconteça agora para enfrentarmos esta situação imediatamente”, afirma o Presidente do Saae..

As dicas são simples e ajudam tanto na redução do consumo como no valor pago pelo consumidor na conta. Reduzir o tempo no banho, aproveitar toda a capacidade da máquina de lavar roupas e não utilizar mangueira de jardim para varrer folhas no quintal e na calçada são formas simples de evitar desperdício e reduzir o consumo. A autarquia também alerta os consumidores sobre pequenos vazamentos e goteiras, que podem significar um volume considerável de água desperdiçada ao longo de um dia inteiro.

Mais ações

A nova direção do Saae Ambiental de Águas de Lindoia também está trabalhando no sentido de melhorar a estrutura do armazenamento e abastecimento de água, bem como para evitar desperdício de água tratada. Por dia, em média, o consumo na cidade chega a 6,3 milhões de litros de água.

Equipes intensificaram o trabalho de verificação na rede de distribuição e tentam reduzir ao máximo o tempo de manutenção após a constatação de vazamentos ou acidentes na rede.

A direção da autarquia também está buscando recursos para adquirir novos reservatórios que juntos terão a capacidade de armazenar cerca de 1 milhão de litros de água tratada, ajudando a reduzir também o tempo de espera do consumidor durante manutenções corretivas de urgência nas estações.

“Sabemos que este é um trabalho que temos que fazer em parceria com a população e estamos fazendo a nossa parte. Estamos empenhados em ampliar a quantidade de reserva de água, tanto para amenizar a situação durante a seca como também para evitar desabastecimento durante manutenções”, garantiu.

Prefeitura Municipal de Águas de Lindóia


Estado de São Paulo